Blog

Quais os primeiros passos para abrir uma empresa?

31 de agosto
Se lançar no mercado como empreendedor é sempre um desafio, mas com certeza a realização de um sonho para muitas pessoas.
 
Por isso, desenvolvemos este texto. Ele é para lhe auxiliar nessa hora, tanto para compreender melhor sobre as suas ideias, como realizar a tão desejada nova jornada.
 
Questões como a escolha do nome da empresa, local instalado, investimento inicial, devem receber especial atenção a qualquer tipo de negócio que queira permanecer ativo e com longo prazo no mercado.
 
Durante este ciclo, saiba que é indispensável buscar o apoio de um contador, pois este profissional possui o conhecimento essencial para a constituição de uma empresa, capaz de auxiliá-lo nessa jornada, tanto com a parte burocrática, assim como para a tomada de decisões assertivas garantindo o sucesso do seu negócio.
 
Pensar em cada etapa para a realização dos seus sonhos como empreendedor é estar preparado para desafios e problemas que possam surgir ao longo do caminho.
 
Continue a leitura abaixo e descubra os 7 primeiros passos para abrir uma empresa!
 
1º Passo: Faça uma lista detalhada de quais produtos sua empresa vai produzir, revender ou serviços que prestará
Definir quais os produtos ou serviços que seu negócio vai desenvolver é muito importante para que as próximas escolhas referentes a sua empresa sejam feitas de acordo com o objeto social dela. 
 
Objeto social é justamente a lista de atividades que a empresa vai oferecer ao seu cliente, por isso, pense bem em tudo que seu empreendimento vai fazer pois só poderá emitir nota fiscal do que estiver previsto no contrato social.
 
Além disso, pense de que forma seus produtos serão produzidos (no seu estabelecimento ou no estabelecimento do cliente), comercializados (pela internet, loja física, venda ambulante) e onde prestará o serviço (no seu estabelecimento ou no estabelecimento do cliente). 
 
Com todas essas informações bem definidas, seu contador já poderá lhe ajudar a tomar as decisões referentes a tributação.
 
2º Passo: Defina o quadro societário e capital social
Para constituir a empresa é necessário saber se terá sócios ou investirá sozinho no seu negócio.
 
Mensurar o capital social é uma etapa na qual serão analisados os valores iniciais investidos para dar início as atividades, e ter o conhecimento do percentual investido por cada sócio é fundamental. A partir disso, essas informações serão inseridas no contrato social e delimitará a responsabilidade e o domínio que cada sócio possui sobre a empresa.
 
Com base na quantidade de sócios e no valor do capital social seu contador classificará a empresa pela natureza jurídica, que pode ser Sociedade Limitada (LTDA), Sociedade Limitada Unipessoal, Empresário Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI), Empresário Individual, MEI ou Sociedade Anônima (para saber mais sobre a natureza jurídica clique aqui.
 
3º Passo: Defina o nome da sua empresa
A definição do nome da empresa é uma etapa muito importante, isso porque o nome é o que identifica e individualiza seu negócio. É através do nome que sua empresa será conhecida por seus clientes. 
 
O nome deve identificar o produto e também expressar o que seu negócio tem a oferecer ao público. Por isso uma estratégia de marketing deve ser desenvolvida, visto que essa decisão pode refletir nas suas vendas e no registro da marca.
 
Para escolher o melhor nome conte com a ajuda de um profissional de marketing que pode auxiliar no desenvolvimento da sua marca e também com seu contador, pois para registro na Junta Comercial deve conter no nome a descrição da atividade que a empresa desenvolverá e também não pode ser igual ao de outra empresa existente.
 
4º Passo: Escolha um local adequado para seu estabelecimento
Além de pensar na melhor localização para favorecer suas vendas e no tamanho da sala para comportar seus equipamentos ou produtos, também é necessário verificar a documentação do imóvel.
 
Se o seu empreendimento for uma indústria precisa de uma sala com Habite-se industrial, se for comércio ou prestação de serviço deve ter Habite-se comercial. Se a comercialização for ambulante sem estoque ou a prestação do serviço for a domicílio, não é obrigatória a apresentação do Habite-se. Esse documento é de extrema importância para liberação de alvará de localização.
 
Para registro na Junta Comercial de alguns estados é solicitado o número de inscrição do IPTU para cadastrar o endereço, portanto o imóvel deve ter inscrição regular.
 
Outro documento a ser providenciado, dependendo do tamanho do estabelecimento, é o alvará dos bombeiros do estabelecimento, que é o chamado APPCI (Alvará de Proteção e Prevenção Contra Incêndio).
 
5º Passo: Registro nos órgãos governamentais
Agora que já tens todos os dados da empresa definidos você deve encaminhar o registro da empresa com o contador!
 
Para isso, pelo menos um dos sócios deve ter certificado digital do CPF, pois a Junta Comercial de alguns estados já conta com a assinatura digital nos documentos (para saber mais sobre certificado digital clique aqui.
 
Além do comprovante de endereço da empresa contendo o IPTU, já citado anteriormente, é necessário o documento de identificação dos sócios para compor os dados no contrato social.
 
Dependendo da atividade da empresa, será feito cadastro na prefeitura, Receita Estadual, vigilância sanitária, e demais órgãos que o seu contador vai lhe orientar ou proceder com os devidos registros.
 
6º Passo: Regime Tributário
Como já mencionado, é fundamental o auxílio de um profissional contábil, principalmente no momento para definir qual será o Regime Tributário da sua empresa. Essa escolha leva em consideração o segmento de atuação do seu projeto e as perspectivas de faturamento.
No Brasil, existem 4 tipos de Regime Tributário, são eles: Microempreendedor Individual (MEI), Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.
 
7º Passo: Inicie as atividades!
Com todos os registros feitos já é possível iniciar as atividades!

Para isso você poderá abrir uma conta bancária em nome da empresa para suas movimentações financeiras, contratar colaboradores, adquirir sistema para emissão de notas fiscais, desenvolver seus produtos e investir em marketing!
 
Para garantir a estabilidade e sucesso de seu negócio não esqueça de planejar todas as ações, manter a contabilidade em dia para analisar resultados e buscar melhorias contínuas.
 
 
Com todas essas dicas, você já consegue se planejar para dar início na sua empresa e fazer com que o seu negócio tenha êxito!
 
Investir é necessário, conte com a FKcia Contabilidade, nossa equipe está pronta para auxiliar você a alcançar o sucesso.
Voltar

Quer um orçamento? Possui alguma Dúvida?

Fale conosco!
Faça um orçamento